quinta-feira, 30 de setembro de 2010

MUITAS FELICIDADES À NOSSA CHANCELER DA EMBAIXADA DE PORTUGAL EM BERNA !

Finalmente hoje com emoção e principalmente muita alegria Conceição Pereira, chanceler na Embaixada de Portugal em Berna, onde trabalhou mais de 30 anos, das mãos de SEXA. o Embaixador, na presença de todos os colegas, recebeu um envelope com um texto dedicado só para ela por amanhã ser o seu primeiro dia de aposentação.
A Conceição teve sempre uma dedicação, assiduidade e espiríto público, pela qual os companheiros de trabalho (foto) decidiram também efectuar um jantar de homenagem na Churrasqueira Portuguesa em Ittigen "Grill n' Go" (031 918 06 55).
Conçeição não esqueça de visitar-nos sempre que em férias aqui na Suíça e goze agora a vida porque bem merece !

domingo, 26 de setembro de 2010

UMA SOCIEDADE DISCRETA QUE REUNIU ONTEM NO HOTEL MARRIOTT EM LISBOA

Ontem fui visitar com o meu filho mais velho uma exposição de pintura e escultura no hotel Marriott em Lisboa onde após participei na cerimónia de investidura do meu grande amigo e novo M.R.G.M. eleito da GLLP/GLRP, José Moreno, acompanhando como G.A. para Portugal os dois membros oficiais da GLSA.
Mais de 50 delegações de todo o mundo estiveram presentes !
Canções de uma amiga muito especial:

sábado, 25 de setembro de 2010

AMIGOS|AS ONTEM ESTIVE NA TAL SOCIEDADE DISCRETA REGULAR E QUE BEM ME SOUBE !!!


Tive a honra de ontem discursar no "III Encontro da Maçonaria Regular Lusófona" na GLLP em Lisboa referindo-me a que "A LUSOFONIA É MAIS ABRANGENTE DO QUE A CPLP". O que manifestou um diálogo intenso fraternal ao qual se seguiu, por conscidência, uma visita à Câmara Municipal de Lisboa onde fomos recebidos na sala "Real" e não registi tirar uma foto na "República".
Dado o imenso número de participantes foi decido em harmonia de que o jantar seria livre e eu optei por ir ao já amigo "O Nosso Café" em Agualva no qual saboriei umas "LULAS RECHEADAS" e fumei um "SL, oferecido por um simpático e honesto emigrante de Angola.
Assisti após o jantar também a uma intervenção correcta da PSP e assistência imediata dos bombeiros de Agualva-Cacém a alguém embrigado que ali veio parar com "umas 5 facadas" que havia recebido noutro local.
Este nosso país real merece a preocupação de todos nós - Vamos lutar por um Portugal mais aberto e realista !!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

SABIA: Cidades suíças têm os maiores salários do mundo

Um Rolls-Royce perto da Paradeplatzes em Zurique (Keystone) Por Juliana Leal , swissinfo.ch
Zurique e Genebra estão, de acordo com um estudo do UBS, entre as cidades mais caras para se viver. O banco publica um estudo completo“Preços e Salários”de três em três anos e faz uma atualização anual.

No, entanto, as duas cidades suíças também estão entre as que têm melhores salários.

Os suíços não são apenas os maiores poupadores do planeta, com um investimento financeiro de 210 mil francos suíços per capita, eles também estão classificados em primeiro lugar na categoria de preços e salários, como mostra um estudo do UBS. Desde 1971, o banco compara os dados de 73 cidades de todo o mundo.

As cidades suíças de Genebra e Zurique continuam entre as mais caras do mundo, sobretudo nos gêneros alimentícios. O nível de preços em Zurique está em segundo lugar, apenas a capital norueguesa Oslo é mais cara. Genebra caiu em relação a 2009 do quarto para o terceiro lugar. Atrás dela estão Tóquio, Copenhague e Nova Iorque. Referindo-se ao índice representativo, segundo o qual o UBS compara os níveis de preços, com uma renda local, Nova Iorque é a cidade mais cara do mundo e Genebra é um pouco mais cara que Zurique.

O nível de preços sozinho não diz nada sobre como a vida é muito cara para cada cidade. Portanto, é preciso dar uma olhada nos salários. Novamente, as duas cidades suíças estão no topo.

Carga tributária

Uma coisa é impressionante: a carga tributária na Suíça é relativamente baixa. Assim, o salário bruto, em Copenhague, em comparação com os de Zurique, é 30% inferior. As duas cidades suíças, portanto, estão entre as mais caras do mundo, mas os salários também são altos. Ao relacionar preços com renda, o estudo torna diferentes cidades comparáveis. Aqui, novamente Zurique está em primeiro lugar, Genebra em sétimo.

Basileia ainda não está representada no estudo, mas segundo o economista do UBS e coautor do estudo, Daniel Kalt, a diferença entre cidades suíças é relativamente baixa para os padrões internacionais. Ele descarta qualquer relação com a taxa de câmbio, na Suíça. Além disso, o mercado interno suíço é submetido apenas nos últimos anos à concorrência, por exemplo, com o aparecimento de redes de supermercados alemãs.

Leste europeu e África

O fosso entre a Europa Ocidental e Oriental diminuiu de 35% no início de 2009 para 26% atualmente. Fenômeno similar ocorreu entre o Norte e o Sul da América.

Na África, apenas duas cidades são citadas no estudo, como Johannesburg e Nairobi. A capital do Quênia está em penúltimo lugar em poder de compra.

As mais baratas

As cidades mais baratas do mundo são Kuala Lumpur, Bombay, Nova Dehli e Buenos Aires. Conforme os autores do estudo, a distância entre as classificações também pode ser explicada pelas flutuações das taxas de câmbio. Devido à desvalorização crescente do dólar, Nova Iorque e Chicago decaíram, ficando em sétimo e décimo quarto lugar, respectivamente.
Já Pequim e Xangai continuam no grupo das cidades mais baratas do planeta, em 62° e 60°, apesar do vigoroso crescimento econômico da China. A explicação está no fato de que o yuan, a moeda chinesa, não está submetido às pressões do mercado. A moeda é totalmente controlada pelo banco central chinês.
Europa

O custo de vida mais elevado está na Europa, que tem 14 cidades dentre as 20 mais caras do mundo. No quesito salários, a Europa também domina nas classificações. As remunerações mais altas são pagas em Copenhague, Oslo, Zurique e Genebra. Nova Iorque está na quinta posição, seguida por Londres, Chicago, Dublin, Frankfurt e Bruxelas.     Juliana Leal, swissinfo.ch
--------------------------------------------------------------------------------
Saiba Mais

A brochura “Preços e Salários” é publicada de três em três anos pelo banco UBS desde 1970. Ela é destinada à clientela Empresas ativa em escala mundial e à clientela particular orientada para o plano internacional. A comparação de preços e salários é particularmente interessante para os turistas e as pessoas que fazem frequentes viagens de negócios. O estudo contém dados das 73 cidades mais importantes do mundo, com preços de 122 bens e serviços, poder de compra e nível de vida.   Fonte: UBS

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A MINHA GRANDE E EXCELENTE AMIGA DRA. MANUELA AGUIAR DIVULGOU-ME:

Se puderes não faltes !!!

Governo suíço vai ter uma maioria de mulheres !!!

Johann Schneider-Ammann e Simonetta Sommaruga fazem o tradicional juramento no Parlamento em Berna após terem sido eleitos. (Keystone)Por Claudinê Gonçalves , swissinfo.ch

Johann Schneider-Ammann e Simonetta Sommaruga são os dois novos membros do governo federal da Suíça. Ambos haviam sido escolhidos por seus partidos como candidatos.
Com as duas eleições, a Suíça terá, pela primeira vez na história, um governo de maioria feminina.

A Suíça viveu quarta-feira, 22/9, um momento importante de sua história política. Desde a criação do Estado Federal, em 1848, pela primeira vez o país terá um governo de maioria feminina.
Dos sete ministros que compõem o governo federal suíço, chamado aqui de Conselho Federal, quatro serão mulheres a partir de janeiro de 2011. Três já estavam no governo e, com a eleição da senadora Simonetta Sommaruga, do Partido Socialista (PS), o governo federal passará a ter quatro mulheres e três homens. Não é banal, considerando-se que as mulheres obtiveram o direito de voto no plano federal apenas em 1971.
Na mesma seção, a Assembleia Federal (Câmara dos deputados e Senado) também elegeu o deputado federal Johann Schneider-Ammann, do Partido Liberal-Radical (PLR).
No lugar de demissionários
Sommaruga foi eleita para o lugar do também socialista Moritz Leuenberger, demissionário. que ocupou o Ministério do Meio Ambiente, Transportes, Comunicações e Energia durante 15 anos. Ammann substitui Hans-Rudolf Merz, ministro das Finanças desde 2004.
No entanto, não é certo que os dois novos eleitos ocupem os ministérios dos demissionários. Uma regra não escrita dá prioridade aos ministros mais antigos para mudarem de pasta, se quiserem. Uma definição é aguardada para os próximos dias.
Como havia outros candidatos, foi preciso quatro turnos para eleger Simonetta Sommaruga e cinco para Johann Schneider-Ammann. “Foi longo, mas o resultado era perfeitamente previsível”, disse à swissinfo.ch o deputado federal Jacques Neyrinck, decano do Parlamento e membro do Partido Democrata-Cristão (PDC).
Reações
Ricardo Lumengo, deputado federal do Partido Socialista (PS) diz que Simonetta Sommaruga é bem preparada para governar. “Ela domina os principais assuntos e vai contribuir para a eficiência do governo”, garante o deputado. Quanto a Johann Schneider-Ammann, Lumengo afirma que, “por ser um grande empresário, ele também tem um lado humano e está habituado a negociar com os sindicatos; é um homem que tem experiência parlamentar e que ganhou dinheiro com seu trabalho e não especulando no mercado financeiro”, diz o socialista. (Ouça as declarações de Ricargo Lumengo na coluna da direita).
“Faz parte do jogo político. O PLR ajudou a eleger nossa candidata socialista e nós ajudamos a eleger o deputado e empresário Johann Schneider-Ammann”, disse à swissinfo o deputado federal socialista Jean-François Steiert.
Outros candidatos
“Claro que eu não votei socialista. Eles são pró-europeus e o dia em que a Suíça aderir à União Europeia, não poderemos mais fazer política”, declarou o deputado federal Freysinger Oskar, da União Democrática do Centro (UDC), maior partido suíço atualmente. A UDC apresentou um candidato, Jean-François Rime, que chegou ao turno final das duas eleições, mas não tinha condições de ser eleito.
O Partido Verde (PV) também tinha uma candidata, Brigit Wiss, descartada no terceiro turno na disputa pela vaga do Partido Liberal-Radical (PLR).
Concordância e fórmula mágica
Em seus discursos de eleitos, Simonetta Sommaruga e Johann Scheider-Ammann, falaram da necessidade de manter o sistema de concordância.Trata-se de um sistema de governo colegiado em que as decisões tomadas são assumidas e defendidas posteriormente por cada um dos sete ministros. Esse sistema é baseado na chamada “formula mágica”, um acordo tácito desde 1959, segundo o qual os sete ministérios são ocupados pelos quatro maiores partidos.
Reformas
Esse sistema funcionou bem até 2003. Desde então tem havido entorses à concordância e uma vinculação maior dos ministros aos seus partidos, o que alguns especialistas têm chamado de polarização política. Por outro lado, os ministros vem sendo acusados de administrarem suas pastas, sem terem uma visão política capaz de antecipar crises futuras. Há propostas de reformas feitas por comissões parlamentares. Elas vão desde aumentar o número de ministros ou do número de secretarias dentro de cada ministério. A mais simples é provável alterar o mandato da presidência rotativa do país (entre os ministros), de um para dois anos.
A eleição dos dois ministros nesta quarta-feira (22) é uma tentativa de manter a fórmula mágica de 1959, embora, aritmeticamente, ela já não seja perfeita. Daí os dois ministros novos eleitos falarem em “concordância”.   Claudinê Gonçalves, swissinfo.ch

HOJE FOI UMA MANHÃ PARA A FAMÍLIA - TAMBÉM É NECESSÁRIO !

Primeiro fui visitar o meu pai no cemitério do Cacêm e depois a minha mãe no do "Alto do Chão Frio" em Sintra. Almoçei com o meu tio Jaime em A-da-Beja no "Docinho dos Cucos", aberto desde há uma semana, a quem desejo muito sucesso. Do restaurante vê-se o Estádio do "Glorioso" S.L. BENFICA, o que certamente vai obrigar-me também a uma nova visita, nem que seja só pelo sorrisso e simpatia das excelentes empregadas. SLB...SLB..SLB..., bem isto é para o Estádio. :))

Comédia interessante em inglês de Mariana Alves Rodrigues

sábado, 18 de setembro de 2010

AMIGOS ONTEM "SOFRI" - NO "FRANGO DOURADO" E DEPOIS NO "RIBALTA" COM UNS AMIGOS INGLESES E BELGAS

A convite dos amigos John e Angela, Johan e Francine, de Algoz, fizemos o "sacrifício" de ir conhecer o Restaurante "O Frango Dourado", do Jaime e da Daniela, na Carrasqueira e as suas Espetadas. Bem, foi demais e simplesmente a recomendar!
DEPOIS FOMOS AO "RIBALTA" DA MINHA AMIGA DE ARTES: ELSA PONTE
A MINHA VIZINHA ELSA, NA RIBEIRA ALTA, ALGOZ, COMO SEMPRE NÃO DEIXOU NADA POR OCASO E RECEBEU-NOS COM AQUELE SEU "CHARME" E SORRISO QUE OBRIGA-NOS A VOLTAR. UM LOCAL SEMPRE A VISITAR SEM FALTA NO ALGARVE !
Nesta minha vivência não tenho deixado de visitar o "Portugal Real" e muito terei para escrever em breve.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

AMIGOS, HOJE ESTIVE NO "QUINTA E CIDÁLIA" EM SILVES

Hoje só foram umas "lulinhas" fresquinhas no "Quinta e Cidália", junto ao rio em Silves - Temperatura 28° Graus e céu muito nubelado. Espero ainda ir com uns amigos à "Marisqueira do Rui" que é excelente, também em Silves:
Já falta pouco para acabar as férias e o EURO só já vale CHF 1,28, quem sabe se eu para o ano ainda posso fazer férias ???



segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Faleceu o Dr. Queiroz Martins um alentejano social-democrata !

Tive hoje a triste notícia do decesso do meu amigo Dr. António J. Barros Queiroz Martins. Faleceu ontem, vítima de cancro nos pulmões, estando o seu corpo desde as 15H de hoje na Igreja de S. João de Deus, saindo dali o seu funeral amanhã, pelas 9H, para Estremoz, de onde era natural.

Licenciado em Direito, foi um ilustre Advogado, especializado em questões do foro laboral.

Conheci-o em princípios de 1981, quando foi chamado a funções governativas, como Secretário de Estado do Trabalho, na altura em que o Dr. Nascimento Rodrigues foi Ministro do Trabalho, a quem depois viria a suceder nessa pasta, no chamado 2º governo do Dr. Pinto Balsemão.

Como dirigente da UGT lembro-me dele como homem livre, bom e justo. Sempre cordato e bem disposto, lidava com facilidade com os líderes sindicais desse tempo, tanto da CGTP, como da UGT ou independentes, tendo contribuído para que fossem normalizados vários conflitos laborais e soube mesmo enfrentar com serenidade uma greve geral, a primeira levada a cabo pela CGTP.

Depois, o seu partido, o PSD, “esqueceu-o”, como aliás sucedeu com outros do seu tempo e nunca mais se lembrou dele, mas Queiroz Martins nunca de tal se lamuriou. Às vezes tinha a cordialidade de me convidar para almoçar, a fim de revivermos esses “bons velhos tempos” de 1980 a 1984.

Veio depois a fazer carreira como quadro da “PT”, tendo-se reformado como Director dessa empresa há alguns anos. Estive com ele em Abril passado, precisamente no funeral de um amigo comum, o Dr. Nascimento Rodrigues, e estava longe de pensar que passado tão pouco tempo seria ele chamado, de regresso, à Casa do Pai.

Queiroz Martins era um alentejano social-democrata, um homem de honra, de convicções profundas e sempre empenhado na defesa da “causa pública”. A democracia portuguesa está, pois, de luto.

Paz à sua alma.

Até sempre caríssimo, leal e bom amigo.  JPR

HOJE ESTIVEMOS NA FEIRA EM ALGOZ - SILVES

domingo, 12 de setembro de 2010