quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

GENEBRA 2011 COM O MICHEL CHEVROLET ?

http://www.michelchevrolet.ch
Que conta com a colaboração da politologa portuguesa, Maria Celeste Lourenço-Almestad, residente em Genebra.
Prochains événements
Soirée du monde - Palladium - Thème : Portugal
Date de l'événement: 28 Janvier 2011
Ne manquez pas le 28 janvier au Palladium la soirée du Monde. Soirée qui sera placée sous le signe de l'intégration, dès 19h.
http://www.pdc-ge.ch/index.php

QUEM SABE SE TAMBÉM VAI VALORIZAR A CANçÃO DE COIMBRA E O FADO DE LISBOA COM ESTES NOSSOS COMPATRIOTAS AQUI RESIDENTES NOS ALPES
 Manuel Barbosa - Guitarras do meu país

http://manuelbarbosacoimbra.blogspot.com
MARIANA CORREIA - GENEBRA

http://www.fadofatum.com/fr/home.html

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

SESSÃO de Homenagem à Diáspora Portuguesa

Comunidades Portuguesas estão com Cavaco Silva

Comissão de Honra das Comunidades Portuguesas
http://cavacosilva.pt/?categoryId=518&itemId=111920

CARTA ABERTA AOS SOCIAL-DEMOCRATAS E A OUTROS DEMOCRATAS

Jorge da Paz Rodrigues
Como social-democrata de antes do 25 de Abril, creio chegada a hora de me dirigir aos que hoje se afirmam como tal, pois são quem reúne mais hipóteses de governar a curto prazo, como incentivo para que assumam as suas responsabilidades, mas extendendo-a também a outros democratas de boa vontade. Daí este texto ser voltado para o futuro.

Nesta hora difícil para Portugal, creio que o partido fundado por Sá Carneiro pode e deve ser mais assertivo nas suas posições e ter a coragem de apresentar propostas alternativas, susceptíveis de fazer verdadeiramente ‘emagrecer’ o Estado, onde se pode e deve cortar, mesmo indo contra os seus militantes bem ‘instalados’, a vários níveis, pois de uma vez por todas é o mérito de cada cidadão que deve prevalecer e não a eufemística e enganadora ‘confiança política’.

Cavaco Silva, como candidato a novo mandato presidencial e o atual líder do PSD, Passos Coelho, candidato a futuro PM, só ganharão a confiança dos portugueses com propostas claras e corajosas, susceptíveis de lograrem tanto a confiança interna como a credibilidade internacional. Julgo que está na hora, antes de termos de recorrer ao FMI, de avançar com medidas reformistas e corajosas de que o país precisa e que a generalidade dos portugueses aplaudirão.

1.Tende a generalizar-se entre os 'opinadores' que PS e PSD são iguais e a atual liderança do PSD pouco faz para marcar a diferença. Todavia, a verdade é que nos últimos 15 anos o PS governou durante 12, pelo que a responsabilidade pelo fosso em que o país caíu é bem evidente.

PS e PSD iguais? Pois, tal como Cavaco Silva é 'igual' a Mário Soares... E porque não dizer também, pelas mesmas omitidas razões, que PCP e BE são iguais? A verdade é que ainda não vi Passos Coelho a mentir aos portugueses e até já o ouvi a pedir desculpas, coisa inimaginável em Sócrates!

Porém, Passos Coelho peca e perde por não lembrar aos 'esquecidos' jornalistas e opinadores as alternativas e os avisos feitos pela sua antecessora, Manuela F. Leite, nas eleições de 2009. A senhora estava cheiinha de razão. Mas a maioria daqueles 'opinadores' optaram até por a apelidarem de 'velha' e lá temos agora de ver Sócrates a afundar o país!

Em democracia há sempre alternativa, em ditadura é que não! Vejamos:

2. Cabe ao PSD apresentar quanto antes outra proposta de alteração à Constituição para reduzir o número de deputados para um máximo de 151, tantos quantos existem na Holanda, bem mais desenvolvida que Portugal. E porque não fundir o TC (Trib. Constitucional), o STA (Supremo Trib. Administrativo) com o STJ (Supremo Trib. Justiça) num único Supremo Tribunal, pois é injustificável um pequeno país ter 3 supremos tribunais?!

3. E quando é que se reduzem as Câmaras Municipais para cerca de 200 (não se justifica existirem municípios com menos de 15.000 habitantes), congregando-as e acabando com esse ninho de 'boys' que são as empresas municipais e as respectivas mordomias? E o mesmo se dirá das Juntas de Freguesia (não tem sentido existirem com menos de 1.000 habitantes).

4. Já vários falaram e bem na extinção imediata dos Governadores Civis, pois qualquer comandante distrital da PSP/GNR é capaz de fazer o mesmo sem acréscimo de despesa. E nem vale a pena pensar nos anos mais próximos em Regiões no continente, sendo certo que as mesmas só devem avançar por federação livre de Municípios, reunindo um mínimo de estruturas, área, população e serviços, mas sem acréscimo de despesa pública.

5. Urge extinguir os Institutos Públicos, com integração dos que se justificarem nas Direcções-Gerais da Administração, de onde nunca deviam ter saído, acabando com as mordomias dos 'boys, e acabar de imediato com as subvenções às Fundações que vivem à custa do Orçamento do Estado, pois por natureza são elas próprias que devem garantir a prossecução dos seus fins.

6. Para quando a redução substancial e efetiva da frota de automóveis do Estado e das empresas públicas e de outras mordomias injustificáveis (telemóveis, assessores, casa)?

7. Seria excelente se o PSD desse o exemplo de propor a substancial redução das subvenções aos partidos, pois estes, como qualquer associação, têm a obrigação de cobrar quotas aos seus militantes e de obter donativos legais e transparentes. Mais, não sei do que é que o PSD está à espera para propor a alteração da lei do financiaamento dos partidos, principalmente depois dessa incrível notícia que revelou ser o Estado a pagar aos partidos as multas que lhes aplica!

8. Tal como bom seria que o PSD anunciasse que o TGV, o novo Aeroporto e a nova ponte sobre o Tejo ficarão adiados pelo menos 5 anos, devendo os recurssos disponíveis ser criteriosamente usados nas obras públicas, especialmente em manutenção de estruturas sociais. Etc, etc, etc.

Enfim, espero que o PSD apresente em breve umas 6 alternativas, como as supracitadass, às pseudo 50 medidas apresentadas pelo desgoverno. E Cavaco Silva não diz nada sobre isto porquê? Estão à espera que 2011 seja um pesadelo para os portugueses, especialmente os desempregados e os mais pobres?

Não disponho de dados para fazer contas, mas o sugido atrás pouparia com certeza ao Estado o suficiente para, pelo menos em 2012, se poder melhorar a saúde, a educação e a justiça e ainda aumentar os abonos de família, as pensões mais baixas e quiçá para um pequeno aumento aos funcionários públicos.

Jorge da Paz Rodrigues - Rio de Janeiro, 28 de Dezembro de 2010
Publicado em 28-12-10 no blogue ‘JorgePaz’ no site http://www.sol.pt/

Estado paga as multas dos dirigentes partidários
Lisboa - As multas dos partidos políticos, mesmo as aplicadas aos dirigentes, passam a ser acrescentadas às despesas do partido, que são subsidiadas pelo Estado, avança a edição de hoje do Público.
De acordo com a nova Lei do Financiamento dos Partidos recentemente promulgada, é o Estado que acaba por pagar as multas dos dirigentes partidários.
Segundo a nova lei, se os líderes forem multados, o dinheiro é devolvido pelo Estado sob a forma de subvenção. Antes destas alterações, a lei apenas admitia como despesas de um partido os gastos com o pessoal, com a aquisição de bens e serviços, contribuições para as campanhas e empréstimos bancários.

No Decreto n.º 66/XI, a alínea c do artigo 12 passou a incluir «os encargos com o pagamento das coimas previstas nos números 1 e 2 do artigo 29», que se referem às coimas aplicadas aos partidos e até mesmo aos seus dirigentes. 2010-12-27 http://jornaldigital.com/noticias.php?noticia=24675

domingo, 26 de dezembro de 2010

ONTEM FOI UM DIA DE NATAL DIFERENTE

Aceitamos desde longa data o convite da família Ukoh, da Nigéria, amigos de há muitos anos, para passarmos este dia em Bern-Bethlehem (Belém de Berna) e assim foi um Natal diferente, mas muito idêntico ao nosso.  O facto de estarmos juntos com amigos de várias nacionalidades foi excelente e muito acolhedor. Obrigado ! - Thank You Helene and Archie !!!
ESTA MÚSICA É PARA O MEU TIO ZÉ: EM MEMÓRIA DA SUA ESPOSA E MINHA QUERIDA TIA CÂNDIDA QUE FALECEU ESTA SEMANA

sábado, 25 de dezembro de 2010

A "NOSSA" AMIGA AUREA já alcançou NESTE NATAL o 9º lugar no top nacional de vendas !

HOJE no Top +, na RTP 1 a partir das 14:15 de Lisboa!
Francisco Mendes e Isabel Figueira mostram-lhe as actualidades do mundo da música
Top Mais é um programa semanal, produzido e realizado com o objectivo de divulgar o Top Nacional de Vendas, elaborado pela Associação Fonográfica Portuguesa. No seu conteúdo, assinalamos as alterações à tabela, com o devido destaque para os discos mais vendidos da semana, exibindo os vídeos clips representativos das novas entradas e maiores subidas de vendas. De realçar o nosso espaço destinado à estrela de Novidades nacionais e estrangeiras de alguns que estão ainda fora do Top assim como, um espaço para curtas entrevistas, denominado por Backstage.
UM AMIGO ESCREVE E EU APOIO: Aurea cantora mundial! Todo o TV Special está com uma qualidade como eu nunca vi em nada feito em Portugal. Ela é simplesmente uma força da natureza, as músicas são do melhor que pode haver no estilo, e a banda é extraordinária. MUITOS PARABÉNS!! Muito orgulho.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

COMPRE PRODUTOS DE PORTUGAL !

"Valorize o que é Nosso" - Preserve Postos de Trabalho!
É elementar apoiar a produção nacional!
Portugal vive hoje um clima de crise, desde o desemprego à fraca economia e à condição negativa da nossa balança comercial, onde importamos mais do que exportamos.
Com esta situação, sofremos todos! É urgente alterar os hábitos dos consumidores, todos nós, de contrário espera-nos mais desemprego e mais adversidades.

Festival da Canção 2011 - O Regulamento


ADORAVA  QUE ....



A minha madrinha de casamento com o saudoso amigo Kenny More

A AMIGA DA TV QUE CANTOU NO NOSSO CASAMENTO

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

BERNA: VISITA TRADICIONAL AOS RECLUSOS PORTUGUESES PELO NATAL

 
Ontem e hoje, como desde há 30 anos, os reclusos portugueses nas prisões suíças da área consular de Berna, que assim o desejaram, receberam com o crédito de Sexa, o Embaixador de Portugal, José Lameiras, a presença do Conselheiro Social e do Técnico especialista de serviço social e cultural da nossa Embaixada os votos de Boas Festas e também uma prenda permitida pelas instituições penitenciárias (na foto: A cadeia de Thorberg) e a verba estipulada para o efeito pelo Estado Português. Um momento muito apreciado por todos, dada a lembrança e visita.
Parabéns a Portugal por tal gesto anual nesta época dedicada à família!
UMA PORTUGUESA MÁGICA EM BERNA
 
http://www.lilianaferreira.ch
UM PORTUGUÊS TAMBÉM MÁGICO EM BERNA
Fernando Figueiredo Fonseca
http://www.fernando-f-fonseca.ch
Exposição de Natal até 23.01.2011 em Berna
WEIHNACHTSAUSSTELLUNG 2010/11 · 18.12. - 23.01.2011
http://www.kunsthalle-bern.ch/de/agenda/ausstellung.php?exhibition=149
UMA PORTUGUESA DE MAGIA MUNDIAL EM PORTUGAL

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Morreu o amigo Carlos Pinto Coelho

Carlos Pinto Coelho, antigo jornalista da RTP, morreu esta noite vítima de ataque cardíaco. Carlos Pinto Coelho nasceu em 1944 e começou nas lides do jornalismo em Moçambique. Foi comendador da ordem de D. Afonso Henriques e várias vezes premiado ao longo da sua carreira. Jornalista, director de programas e de informação na RTP, e apresentador do programa "Acontece".
Amigo Dias da Costa
Agradeço-lhe penhoradamente o envio da noticia pela morte subita do meu caro Amigo Carlos Pinto Coelho que me toca profundamente nao so por ter participado no seu programa durante quase 6 anos com algumas dezenas de reportagens que fiz para o Acontece mas tambem pelo apoio e admiraçao que sempre reconheceu no meu trabalho de reporter.
Sendo o Apresentador que se escutava com apreço, foi o conceptor do programa e tambem o MAESTRO no sentido italiano do termo na "régie" do programa .

Fabricar um TELEJORNAL CULTURAL de 26 minutos de segunda a sexta-feira de cada semana e durante quase 10 anos precisa de alguém com uma capacidade intelectual muito forte e de uma capacidade animica fabulosa. O Carlos Pinto Coelho possuia ambas.
RTP ganhou muito com o seu trabalho com a sua seriedade, responsabilidade e sentido artistico imensos.

FOI UM HOMEM ABERTO SEM LIMITES E SEM FRONTEIRAS , UM UNIVERSALISTA . José Lemos, Neuchâtel.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

ONTEM ESTIVE NO BOLERO E ... ADOREI !

Ontem estive na reabertura do BOLERO da esposa do meu amigo Sandro, italiano, que adorei e segui depois para o mercado natalicio também em Berna.
O SEGREDO MAIS FAMOSO DA EUROPA:

sábado, 11 de dezembro de 2010

AUREA - Um talento de Silves - Algarve - para a música ! ACREDITAR EM PORTUGAL !

Para quem não sabe :
... "Aurea Sousa nasce em Santiago do Cacém a 7 de Setembro de 1987, no seio de uma família também ligada à música, mas com apenas 2 anos de idade estabelece residência em Silves. No ano de 2005, parte para Évora onde inicia a licenciatura em Teatro na Universidade de Évora. Nesta cidade conhece Rui Ribeiro, músico e compositor da Blim Records http://www.blimrecords.com, que desde logo soube que descobrira um talento, e que lhe propõe a gravação de uma maqueta.
"Okay Alright" é o primeiro single dessa maqueta a tornar-se público. Este single é incluído na banda sonora da série conhecida série "Morangos com Açucar" da TVI. Depois de gravar o seu primeiro video-clip, e enquanto se dedicava já a criação do seu primeiro disco, Aurea é convidada a fazer um dueto com Vintém, participando na música "É só conversa", integrante no primeiro disco a solo do cantor que foi lançado em Setembro de 2008. Em Dezembro de 2008, Aurea participa no concerto "Morangos Live" no Pavilhão Atlântico, onde canta ao vivo o seu single "Okay Alright" e os temas "No One" (dueto com Vintém) e "Valerie" (dueto com Cifrão).

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

HOJE É O DIA DA IMACULADA CONCEIÇÃO - PADROEIRA DE PORTUGAL

Antigamente, era o 08 de Dezembro dedicado a Nossa Senhora da Conceição, logo, com "muito a propósito", o Dia da Mãe! - É um dia de festa para todos os cristãos, em todo o mundo, mas sempre foi muito especialmente festejado pelos portugueses, que a têm como Protectora da Nação desde há muitos séculos e Padroeira desde que el-Rei D. João IV, logo após a Restauração, assim a proclamou, coroando-a solenemente como a Rainha de Portugal.
LEMBRAR OS ANOS 60 EM PORTUGAL


domingo, 5 de dezembro de 2010

Idéias Explosivas - Sindicato vai processar Estado por causa das reduções salariais !

Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar “superado”. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la. Albert Einstein
Sindicato vai processar Estado por causa das reduções salariais
O Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas (STCDE) anunciou que vai processar o Estado por causa das reduções salariais dos funcionários públicos, que considera inconstitucionais.
A provável inconstitucionalidade da redução salarial dos trabalhadores da administração pública vai atingir-nos em condições mais gravosas do que muitos dos trabalhadores em Portugal, porque em muitos países há processos de inflação muito superiores ao nosso”, explicou hoje o secretário-geral do STCDE.
Em declarações à Agência Lusa, Jorge Veludo disse ainda que outro aspeto a ter em conta é a desvalorização do euro “que leva a que quem está na Suíça, Canadá, África do Sul e Brasil esteja a ver os seus rendimentos a diminuir progressivamente sem que o Estado tenha tomado qualquer medida para contrariar essa perda”.
Podemos ter, por via dos três efeitos conjugados: redução salarial, desvalorização do euro e inflação, situações de perda de rendimentos que cheguem aos 40 por cento”, alertou o sindicalista.
De acordo com Jorge Veludo, isso “pode colocar a subsistência de alguns trabalhadores em causa”.
Por isso, considera que “está a aberta a porta a que haja processos sob a forma de providência cautelar no sentido de garantir que a esses trabalhadores não seja aplicada a redução salarial de modo a permitir o sustento da família”.
Sublinhando que a situação destes trabalhadores “é naturalmente específica”, o sindicalista defendeu que ao não haver “qualquer processo negocial” por parte do Governo só lhes resta “o recurso aos tribunais”.
Contactada pela Lusa, fonte da secretaria de Estado das Comunidades recusou fazer comentário sobre o assunto.
NATURALMENTE AO VER-SE ISTO:
Decreto-Lei n.º 127/2010. D.R. n.º 232, Série I de 2010-11-30
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Aprova o regime jurídico aplicável ao pessoal especializado do Ministério dos Negócios Estrangeiros e revoga os Decretos-Leis n.os 133/85, de 2 de Maio, 142/87, de 23 de Março, 146/89, de 6 de Maio, 146/2001, de 2 de Maio, e 29/2004, de 6 de Fevereiro.

Acredito em Portugal.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Há 30 ANOS: Morte Sá Carneiro 04-12-1980 (Notícia + Conversa Piloto / Torre Controlo)



SÁ CARNEIRO MORREU HÁ 30 ANOS
Recordemos o Estadista

1.Completam-se hoje 30 anos que morreu Francisco Sá Carneiro, com 46 anos, em Camarate, juntamente com os que com ele seguiam no pequeno bimotor, mas não vou aqui hoje escrever se tal se deveu a acidente ou a atentado, pois outros melhor opinarão sobre isso e a história julgará aqueles a quem competia investigar e não investigaram devidamente, bem como aqueles que deviam ter julgado e decidiram arquivar o processo judicial, por vergonhosa prescrição.

Salve a 8ª Comissão Parlamentar, que concluiu que tal se deveu a atentado, esperando que os atuais parlamentares tenham a coragem de retomar as investigações e formar uma 9ª Comissão. É que a verdade não prescreve e os portugueses têm o direito de saber quem, como e porquê matou o seu melhor primeiro-ministro do séc. XX.

Portugal perdeu o seu último verdadeiro estadista, que tudo fez para que Portugal fosse um país democrático, justo e próspero. Por isso, ao ler hoje no “DN” um artigo intitulado “Sá Carneiro: o cadáver político mais exumado”, onde se afirma repetidas vezes que ele andava aos “zigue-zagues”, para além de apenas se ater à sua vida pessoal e íntima, senti-me revoltado.

Sá Carneiro aos 'zigue-zagues'? Não brinquem comigo! Uma das virtudes dele era a coerência política. O Sr. jornalista J.C. Silva devia ter começado por ler o projecto de Lei de Imprensa que ele apresentou na Assembleia nacional fascista, bem como o de revisão Constitucional, em 1972, e com certeza concluiria que ele sempre teve um objectivo: fazer de Portugal um país livre, democrático, justo e próspero! Por isso lutou depois afincadamente contra o Conselho da Revolução, pois em democracia não há 'conselhos revolucionários'! A verdade é que ele nunca foi hipócrita e sempre se afirmou social-democrata desde que, em entrevista de 1973 ao jornal "República', ao então jornalista Jaime Gama (hoje presidente da AR), assim se definiu. Na prática e nos seus discursos sempre se afirmou de centro-esquerda.

2.Convinha que os políticos de hoje leiam os seus textos e recomendaria especialmente o seu projecto de Constituição para Portugal, impresso em livro, intitulado “Uma Constituição para os anos oitenta” e comparando com a nossa atual Constituição talvez aprendam alguma coisa.

Para aqueles que ainda se lembram da sua coerência e coragem, transcrevo de seguida a maior parte da sua declaração de renúncia, como deputado independente, à então Assembleia nacional, ainda por muitos ignorada:

“Quando, em 1969, aceitei a candidatura a Deputado à Assembleia Nacional, para a qual fui convidado pela extinta União Nacional, logo dei conhecimento aos seus dirigentes das condições dessa aceitação: a de que ela não implicava o compromisso de apoiar o Governo e tinha essencialmente como fim pugnar pelas reformas políticas, sociais e económicas, assegurando “O exercício efectivo dos direitos e liberdades fundamentais expressos na Constituição e na Declaração Universal dos Direitos do Homem”…

Norteado por aqueles princípios procurei desempenhar-me do meu mandato o melhor que soube e pude, sem pensar em desistir, como frisei na sessão de 18-1-972, antes porfiando no esforço que me impunha o cargo de Deputado.

Já então o projecto de revisão da Constituição e o projecto de lei de imprensa haviam sido retirados da discussão e votação na especialidade; e tinha já sido rejeitado liminarmente o projecto de lei de declaração de inconstitucionalidade…

Como então declarei, entendo que tal procedimento é contrário à Constituição e ao Regimento e que “coarcta inadmissivelmente os direitos e deveres constitucionais e regimentais dos deputados, implicando uma denegação de discussão e votação na especialidade a que as propostas de alteração têm jus, com graves consequências políticas e legislativas” – Diário das Sessões, nº 170, pág. 3401.

Não obstante, mantive-me no desempenho do meu cargo, procurando continuar a lutar pelas reformas legislativas que entendo indispensáveis e urgentes.

Já no decurso da actual sessão legislativa foi recusado seguimento, por terem sido havidos como inconvenientes, os seguintes projectos de lei, por mim subscritos, relativos a: “Liberdade de Associação”, “Liberdade de Reunião”, “Funcionários Civis”, “Alterações ao Código Civil” (divórcio e separação de pessoas e bens) e “Organização Judiciária”…

Acabo de ter conhecimento de que o meu projecto de lei sobre “Amnistia de crimes políticos e faltas disciplinares” foi reputado “gravemente inconveniente” pela Comissão de Política e Administração Geral e Local, a qual acompanha o seu parecer de considerações que reputo absolutamente infundadas e inadmissíveis e que integralmente repudio.

A sistemática declaração de inconveniência atribuída, nestes dois meses passados, aos meus seis projectos e as inusitadas considerações agora, pela primeira vez, produzidas pela Comissão de Política a Administração Geral e Local, levam-me a concluir à evidência não poder continuar no desempenho do meu mandato sem quebra da minha dignidade, por inexistência do mínimo de condições de actuação política livre e útil que reputo essencial.

Assim, e através desta declaração pública, renuncio ao mandato de deputado pelo círculo eleitoral do Porto, nos termos do disposto no artº 85º, parágrafo 4º da Constituição Política da República Portuguesa.

Porto, 25 de Janeiro de 1973 (assinado: Francisco Manuel Lumbrales de Sá Carneiro)”

3.Sempre foi assim Sá Carneiro: um homem de convicções, humanista, social-democrata, corajoso, dizendo sempre que primeiro estava Portugal.

Claro que, como qualquer homem também tinha defeitos e um deles era a teimosia, mas as suas virtudes suplantavam em muito esses defeitos. Desde a sua morte que a política portuguesa caminhou para se tornar um desastre, sem valores, sem ética e sem ideias nobres. http://comunidade.sol.pt/blogs/brutus/default.aspx 
E SE O AVIÃO TIVESSE CHEGADO AO PORTO
O NOVO POVO LIVRE:
http://www.psd.pt/archive/doc/povolivre1dez2010.pdf
Soirée Fado - Samedi 4 Décembre 2010 – 18h30
Manuel Barbosa- Teresa Tapadas - Maria João Quadros